Número total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de julho de 2017

De que tamanho queres ser?



Aprendemos cedo a defender-nos, a armar o escudo, a usar máscara. Fugimos do que pode decepcionar-nos e com isso deixamos de viver alegrias raras. E vezes há em que apetece atirar tudo ao ar, experimentar viver com a ânsia dos atrasos e a paixão dos começos.
Ao longo de uma vida, todos sentimos que há momentos em que não se vive, sobrevive-se.
E não vem mal ao mundo, por isso. A alavanca da mudança surge nesses momentos, em que o silêncio tem som e há pouca luz. Resta-nos fazer uma "puxada" como dizem os electricistas.

Deixei de perguntar, "O que queres ser?". Passei a perguntar, "De que tamanho queres ser?" e perante o espanto inicial percebo que se acendem mais luzes nesta pergunta desconstruída, do que no foco costumeiro das profissões.
Há profissões por inventar, acreditem. Algumas têm como embrião o tamanho do que se quer ser.
Fiz-me esta pergunta. Demorei muito tempo a responder, convencida de que a resposta estava de mim para fora, presa à questão clássica, "O que queres ser?".
Um dia olhei para mim e percebi que a escrita me realiza. Não sei dizer o tamanho que tem em mim, ou melhor dizendo, de que tamanho quero ser.
E tu já pensas-te nisto?

N.B.


* imagem pinterest

Sem comentários:

Enviar um comentário

Mania de escrever

Mania de escrever
Aqui pratica-se a mania de escrever